Maternidade & Empreendedorismo


Nunca imaginei ter filhos. Sempre fui daquelas que fugia quando as Mães perguntavam se eu “queria segurar o bebê”. Eis que um dia pensei em parar de tomar o anticoncepcional (nunca mais tomei e nunca mais vou tomar) e em um mês me vi grávida e apavorada. Como iria conciliar a minha vida como empreendedora e a maternidade? Por seis meses estive integralmente com a minha filha, amamentando e me dedicando full time a ela. Nessa época me senti muito sozinha e “por fora” do que estava acontecendo no mundo, mas esse tempo foi essencial para eu me entender como Mãe. Depois disso, voltei aos poucos ao trabalho levando ela junto, perdendo vários momentos profissionais, mas vivendo a máxima aventura da maternidade. Meu marido sempre esteve presente em todas essas etapas e inclusive foi quem mais me impulsionou a voltar ao trabalho sem neuras.

Maternidade & Empreendedorismo

Aqui eu e a Elis em um dia de trabalho quando ela tinha seis meses.

O mais importante pra mim foi definir prioridades e tentar equilibrar com as metas (possíveis) para a vida como um todo. Muitas vezes as nossas prioridades não batem com a nossa ambição profissional então é bom parar e refletir no que vale a pena investir energia. O significado de sucesso mudou completamente pra mim, hoje agradeço por aquilo que conquistei e tento todo dia não cair na pressão de ser a Mãe Amorosa + a HOT Mulher + a CEO GIRLBOSS da empresa tudo ao mesmo tempo agora. E você, com ou sem filhos. Como equilibra suas prioridades e metas?

Esse texto foi escrito pela Mariana Duda sócia-fundadora da Envido.